Início Gerais Igrejas da Paraíba vão tocar sinos por 5 minutos em homenagem às...

Igrejas da Paraíba vão tocar sinos por 5 minutos em homenagem às mais de 500 mil vítimas da Covid-19 neste domingo

Compartilhe!

Segundo as estatísticas dos especialistas, o Brasil ultrapassou a triste marca de 500 mil mortes em decorrência da Covid-19. Nesse contexto de luto, perdas e necessidade de esperança e consolo, a Arquidiocese da Paraíba se une à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e adere à campanha “Toda Vida Importa”.

Neste domingo, dia 20, ao meio dia, as Igrejas de todo território arquidiocesano são convidadas a tocarem seus sinos por 5 minutos em respeito às vítimas, chamando todos a um momento de oração. Neste dia as Paróquias também celebrarão Missas em sufrágio das almas das pessoas vítimas da pandemia.

O Arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, celebrará a Santa Missa na Comunidade Consolação Misericordiosa (Bairro Castelo Branco) às 9h (já com a permissão da participação dos fieis e com transmissão através do youtube). Para Dom Delson, o momento é de luto e de oração: “não podemos perder a fé nem a esperança. Ao ouvirmos o repicar dos sinos, vamos todos nos unir em uma grande corrente de oração, clamando a Deus pelo fim da pandemia, pela recuperação dos doentes e por todos aqueles que perderam a vida para a covid.”

Na Paraíba, a Covid já ceifou a vida de mais de 8200 pessoas e a pandemia ainda não dá sinais de enfraquecimento. “Ao mesmo tempo que rezamos, precisamos ter consciência de que uma pandemia se combate com a participação de todos. Precisamos exigir políticas públicas eficazes, comprometimento dos governantes e ação coerente de todos os cidadãos. Usar máscara, não aglomerar, praticar o distanciamento social, higienizar as mãos, tudo isso não é mais novidade e nós precisamos respeitar os protocolos”, reforça o Arcebispo.

“Quando os sinos tocarem ao meio dia, todos são convidados a silenciar e fazer um momento de oração, seja sozinho ou com as pessoas que estão próximas. As Paróquias ficam livres para realizar momentos próprios em outros horários também, mas que o repicar dos sinos ao meio dia seja uma ação conjunta, em unidade”, finaliza.

Notícia Paraíba

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Deixe seu comentário!