Spread the love

No último sábado (25), a cidade de Patos foi palco do 1º Encontro dos Trabalhadores da Pesca e Aquicultura da Paraíba. O evento foi organizado pela Confederação Brasileira dos Trabalhadores da Pesca e Aquicultura  (CBPA) e contou com o apoio da Prefeitura de Patos e do deputado federal Hugo Motta, reunindo diversas lideranças, inclusive o ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula.

O ministro destacou que a pesca no Brasil não pode ter a sua história contada sem envolver o presidente Lula e que voltou a ter envergadura por ser prioridade para o Presidente. “Foi em 2003, no primeiro governo, que criou a Secretaria Nacional da Pesca e Aquicultura e subordinou diretamente ao gabinete da Presidência. Depois, no segundo governo, ele avançou e criou o Ministério que foi extinto e agora volta e recria o Ministério da Pesca e Aquicultura. É um Ministério que hoje começa a voltar a ter envergadura e isso sinaliza com muita clareza a prioridade que a pesca representa para o presidente Lula”, ressaltou André de Paula.

Para o deputado federal Hugo Motta (Republicanos), a presença do Ministro na cidade é a demonstração da importância que Patos tem para todo o Estado. O parlamentar pontuou que o encontro é a oportunidade de está cada vez mais unido na defesa das pautas de interesse dos pescadores da Paraíba e do Brasil. Hugo Motta afirmou ainda que tem trabalhado de forma muito forte para fazer com Patos e toda a Paraíba sejam prioridade na divisão do Orçamento Geral da União.

Já o prefeito Nabor Wanderley disse que além da oportunidade de discutir pautas importantes para os pescadores, o encontro proporcionou o recebimento de 100 mil alevinos que foram distribuídos entre a Barragem da Farinha e o açude Jatobá, voltando a “povoar os nossos açudes para que daqui a uns dois, três anos esses pescadores tenham peixe, tenham condições de sobreviver através da renda da pesca. É importante demais e a gente só tem que agradecer por Patos receber um evento tão grande”.

Presente também no evento, o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Alessandro Stefanutto, garantiu que todos os pescadores que buscarem a Previdência em busca dos seus direitos, serão acolhidos de forma importante, pois representam um importante papel na cadeia alimentar da sociedade. “Por que os pescadores, quer queira ou quer não, são aqueles responsáveis por levar as pessoas, por levar aos brasileiros a tão necessária proteína. É uma economia importante, pujante, e nós temos que fazer a nossa parte, atendê-los bem, atendê-los como brasileiros que são”, ressaltou Stefanutto.

O presidente da CBPA, Abraão Lincoln, explicou que a pesca viveu momentos difíceis, mas voltou a se organizar e a sensibilidade do governo faz com que o Brasil cresça e o pescador está no elenco de profissões que contribuem para o crescimento do país. “Para o Brasil produzir tem que voltar os olhos para quem produz, para quem trabalha, para quem faz com que esse Brasil cresça. E o pescador, de certeza, está nesse elenco de profissões que faz o Brasil crescer”, afirmou Abraão.

O encontro contou ainda com apresentações musicais de Vicente Nery, Matheus Leite e Banda Encantus.

Secom

Deixe seu comentário