Início Política Zé Gonçalves relata vida de luta e respeito e descarta ataques pessoais...

Zé Gonçalves relata vida de luta e respeito e descarta ataques pessoais em seu mandato

Compartilhe!

O vereador e sindicalista Zé Gonçalves (PT) usou a tribuna da Câmara Municipal na noite dessa quinta-feira (29) para rechaçar ataques pessoais infundados e voltou a destacar que seu mandato seguirá seus princípios e sua missão de respeito e luta em prol do povo de Patos.

Ele relatou sua história de vida e de luta sindical e fez os esclarecimentos sobre o funcionamento da entidade que representa para dirimir especulações e fake news que lhe foram disparados.

“Eu nunca irei tratar questões aqui com os vereadores e vereadoras de forma pessoal. Eu quero discutir aqui políticas partidárias e públicas, conjuntura nacional, internacional, estadual e local. Agora, não entro nesse caminho dos ataques pessoais”, reiterou.

O parlamentar analisou que seria um retrocesso passar a ataques pessoais e picuinhas. “Se nós já estamos enfrentando dificuldades aqui e se passarmos a picuinhas de vereador um com o outro a que situação iremos chegar?”, questionou.

Caatinga

Zé Gonçalves agradeceu a participação da engenheira florestal formada pela UFCG, Carminha Learth, que usou a Tribuna Livre para explanar sobre a atual situação da caatinga no nosso município e as perspectivas positivas de restauração e reabilitação que precisam do apoio do Poder Legislativo patoense.

Zé Gonçalves reiterou que é possível a restauração da nossa vegetação e a recuperação dos nossos rios Espinharas, Cruz e Farinha.

Ele citou como exemplo da fazenda Verdes Pastos, de propriedade do pastor John Medcraft que, quando adquiriu o local, não havia a arborização e a riqueza natural que encontramos hoje.

1° de maio

No final de sua fala o vereador destacou o ato político virtual que será realizado na Praça Edivaldo Mota a partir das 09:00 horas da manhã de sábado.” Passamos um momento difícil para a classe trabalhadora, com o aumento do desemprego que chega a 15 milhões, aumento da informalidade, a volta da fome e ausência de vacinas para todos. Temos que fazer a luta pelo fora Bolsonaro e vacinação para todos”, finalizou o sindicalista e vereador.

Agora Patos

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Deixe seu comentário!