Início Policial Padrasto que espancou e quebrou costelas de menino junto com mãe é...

Padrasto que espancou e quebrou costelas de menino junto com mãe é morto em SP

Criança é brutalmente agredida pela mãe e pelo padrasto e fratura oito costelas e um braço, em São Vicente, SP — Foto: arquivo pessoal

A Polícia Civil confirmou, nesta quarta-feira (5), que o corpo do padrasto do menino de quatro anos que foi espancado pela mãe e pelo companheiro dela foi encontrado em São Vicente, no litoral de São Paulo. A criança teve oito costelas e um braço fraturados. A Polícia Civil realiza diligências para localizar a mãe. O caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Vicente.

Segundo a Polícia Civil, o corpo do padrasto da vítima, identificado apenas como Julian, foi encontrado na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no bairro Parque das Bandeiras. Ele estava usando um casaco cinza, blusa preta e bermuda estampada azul. O corpo tinha marcas de tiros na região do tórax, no olho direito e nas mãos, o que fez a polícia concluir que o homem foi assassinado.

A morte dele é investigada pela Delegacia de Investigações Gerais de Praia Grande. Detalhes sobre o caso serão preservados, pois a história segue em segredo de Justiça por se tratar de um crime envolvendo um menor de idade.

O menino de quatro anos saiu da UTI pediátrica da Santa de Casa de Santos nesta terça-feira (4) e segue internado em enfermaria, ainda sem previsão de alta. A Santa Casa de Santos não tem autorização para dar mais informações sobre o caso.

O caso

Segundo apurado pelo g1, o pai do menino cuidava dele e dos outros dois filhos, mas recentemente perdeu a esposa para o câncer. Por conta disso, a mãe das crianças disse à ele que ficaria com os filhos, na tentativa de ajudá-lo a passar por esse momento. O menino de quatro anos teria sido agredido pela mãe e pelo padrasto no dia 28 de setembro.

Após o episódio, o homem levou a criança para a casa dos pais dele. O casal, então, levou o menino para o hospital. “A mãe do padrasto falou que o filho dela tinha aparecido na casa da família, com o menino enrolado em um lençol e disse que ele estava muito mal”, explicou a conselheira tutelar Valdelice Alves, em entrevista ao g1 O menino teve oito costelas e um braço fraturados.

Ela, que acompanha o caso, diz que o menino foi reanimado no hospital e contou o que aconteceu para as enfermeiras. “Ele contou que a mãe bateu nele e depois colocou ele no banho gelado. O menino chegou no hospital com hipotermia, por isso foi preciso essa reanimação”, contou a conselheira.

Um vídeo, obtido pelo g1 e feito pela mãe do menino, mostra ela falando com ele após as agressões (veja o vídeo acima). Ele está sem roupas, encostado na parede e machucado. A mulher diz: “Tá rangindo tu? Tu tá rangindo e virando a cabeça? Dentro da minha casa você não vai fazer bagunça. Você não vai fazer bagunça (sic)”.

A conselheira tutelar disse que, diante da reação positiva da criança ao ver o pai no hospital, foi tomada uma decisão. “Nós aplicamos a medida de responsabilidade da criança para o pai e informamos o Ministério Público de toda a ocorrência”, finaliza ela.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a delegada da Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher de São Vicente não irá falar sobre o caso, por se tratar de ocorrência envolvendo menor de idade.

G1 SP

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!