Sofia Gomes desapareceu enquanto brincava perto de casa, na PB — Foto: Maria das Graças Gomes/arquivo pessoal
Compartilhe!

A Polícia Civil da Paraíba divulgou, nesta segunda-feira (13), que o caso Ana Sophia foi elucidado. Uma coletiva de imprensa foi marcada para a manhã desta terça-feira (14). Na ocasião devem ser revelados detalhes da investigação.

“Delegados do caso e peritos farão um apanhado geral e darão detalhes das informações mais recentes. Pelo que se constata, o caso está elucidado. Estamos alinhando com representantes da PM e dos Bombeiros para participarem da coletiva”, diz nota da instituição.

Autoridades do Instituto de Polícia Científica (IPC) afirmam, no entanto, que ainda aguardam resultado da perícia de um corpo encontrado em região de mata para saber se é de Tiago Fontes, principal suspeito pelo desaparecimento de Ana Sophia. “Não temos nada oficial. Não chegou laudo ainda. Quando tivermos o resultado do confronto [de material genético], será dito. Por enquanto, [qualquer informação sobre identidade do cadáver] é mera especulação”, disse a chefe do IPC de Guarabira, Michelle Isola Gomes, na manhã desta segunda (13).

Entenda o caso

Ana Sophia desapareceu no dia 4 de julho, no distrito de Roma, Zona Rural de Bananeiras. Imagens de circuito de segurança mostram a criança andando pela região. Ela foi até a casa de uma amiga, mas não demorou muito por lá. Na volta para casa, a menina desapareceu. Buscas foram realizadas em casas, açudes e matas do município, mas nenhum vestígio da menina foi encontrado.

Tiago Fontes, marido da diretora da escola onde Ana Sophia estudava, passou a ser considerado suspeito em setembro. Na ocasião, autoridades revelaram que a menina foi vista pela última vez entrando na casa dele. Segundo a Polícia Civil, há indícios de assassinato da criança e a ocultação do corpo.

Portal T5

Deixe seu comentário